art viva 1
art viva2
ONDA NET
Defesa

Em nota Efraim Filho se defende e se coloca à disposição da justiça

O deputado Efraim Filho emitiu uma nota por ter sido citado por Livânia Farias durante a delação na Operação Calvário

05/01/2020 08h38Atualizado há 3 semanas
Por: Sidney Silva
588

O deputado federal Efraim Filho que está de recesso da Câmara federal, disse que ficou sabendo por parte da imprensa que seu nome teria aparecido em uma delação feita pela a ex secretária de Estado Livânia Farias, durante a operação Calvário, em parte da delação, Livânia afirma que o deputado teria recebido 2 milhões de reais  para apoiar Ricardo Coutinho em 2014.

Conforme matéria publicada no site Parlamento PB, o conteúdo cita ainda que mais seis deputados estaduais entre eles : Branco Mendes, Edmilson Soares, Artuzinho, Genival Matias, Lindolfo Pires e Tião Gomes teriam recebido 1,6 milhões para apoiar o governador Ricardo Coutinho.

Em Nota o deputado Federal Efraim Filho disse que está a disposição da justiça para qualquer esclarecimento.


NOTA À IMPRENSA

Quem não deve, não teme: coloco meu sigilo bancário, telefônico e fiscal a disposição da justiça. 


Tomei ciência pela imprensa da citação do meu nome, nas investigações em curso, como que no ano de 2014 tivesse recebido ajuda de campanha para apoiar a chapa do então governador. Absolutamente nego essa ilação feita contra mim, sem apresentar uma prova ou sequer uma data. As contas da minha eleição 2014 foram analisadas, julgadas e aprovadas pela justiça eleitoral. 


Ao rechaçar totalmente essa inverídica acusação, e mesmo sem estar no rol de investigados pela operação, coloco meu sigilo bancário, telefônico e fiscal a disposição da justiça. Quem não deve não teme.

Efraim Filho

CONFIRA TRECHOS DA DELAÇÃO

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários