Domingo, 28 de Novembro de 2021
36°

Poucas nuvens

Santa Luzia - PB

Saúde Doação de órgãos

Central de Transplantes registra duas doações de órgãos em dias seguidos

Os doadores foram do sertão da Paraíba

15/11/2021 às 11h42
Por: Redação Fonte: Secom PB
Compartilhe:
Central de Transplantes registra duas doações de órgãos em dias seguidos

Na noite desse sábado (13), a Central de Transplantes registrou no Hospital de Trauma de Campina Grande a segunda doação de órgãos em dias seguidos de doadores vindos do Sertão do estado. O doador era um homem de 43 anos, vítima de um acidente de moto ocorrido na última semana.

A morte encefálica foi confirmada na noite da última sexta-feira (12), após adoção de rigoroso protocolo com a realização de três exames de constatação. Com o “sim” da família, a doação foi efetivada.

Foram doados os rins e as córneas. O rim direito foi encaminhado para um paraibano de 31 anos e o rim esquerdo, para uma jovem, também paraibana, de 16 anos. As córneas foram encaminhadas para o Banco de Olhos da Paraíba.

O aumento no número de doações vindas de pacientes do Sertão do estado é reflexo de uma ação de conscientização realizada no último mês de setembro na região.

“Estamos avançando nas doações originadas nas cidades do Sertão graças ao esclarecimento levado à população por meio de um trabalho de interiorização feito pela Central. É muito bom saber que as pessoas estão compreendendo que quando a família diz “sim”, a vida continua,”, esclareceu Rafaela Carvalho, chefe do Núcleo de Ações Estratégicas da Central Estadual de Transplantes.

Para se tornar um doador de órgãos, não é necessário registrar por escrito. Basta conversar com a família e deixá-la ciente do desejo. “Desde a abertura do protocolo de morte encefálica, a família é acolhida por nossa equipe, independente da escolha dos familiares.

Somente quando é constatada a morte encefálica, a equipe realiza entrevista com os acompanhantes. O acolhimento no momento de perda é fundamental e sabemos que os familiares precisam disso,” reforçou Juliana Alves, coordenadora de enfermagem do Núcleo de Captação de Órgãos de Campina Grande.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias