art viva2
art viva 1
ONDA NET
IF de Santa Luzia

“Óculos inteligente”: Protótipo auxilia deficientes visuais

rotótipo está sendo apresentado na Mostra Tecnológica do 3º Simpif. Conheça também o sistema de irrigação inteligente

28/11/2019 20h39
Por: Sidney Silva
Fonte: ASCOM
261

Com a proposta de auxiliar deficientes visuais a se locomover, um grupo de professores e estudantes do IFPB Campus Santa Luzia criou um óculos  capaz de emitir sinais sonoros ao se aproximar de objetos. O protótipo está sendo apresentado na Mostra Tecnológica do 3º Simpósio de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação do IFPB (SIMPIF), que acontece até sexta-feira (29) no Campus João Pessoa.

O estudante Guilem Medeiros usou o óculos inteligente, apelidado por ele de “óculos de Thundera”, por possibilitar uma “visão além do alcance”. O protótipo chamou atenção dos visitantes. “Uma ideia louvável que trabalha a acessibilidade e a inclusão e é digna de muitos elogios”, afirmou o Diretor de Inovação Tecnológica do IFPB, Maxwel Amaral, que se surpreendeu com a capacidade criativa dos alunos.O protótipo usa a plataforma arduíno que é um sistema de prototipagem eletrônica, composto por hardware e softwares empregados na criação de objetos e ambientes interativos.

“O óculos tem um sensor de distância que emite som com objetos em até 1 metro de distância. À medida que o objeto se aproxima, ele emite um bipe de forma mais rápida. O óculos é alimentado por uma fonte de 5 volts, controlado por um Arduino nano, acoplado junto ao protótipo”, explica Guilem.

A ideia veio de um grupo de estudantes e professores do curso de Informática do Campus Santa Luzia que nasceu inicialmente com a proposta de automatização da estrutura da unidade. “A partir daí os alunos trouxeram ideias e o projeto foi amadurecendo”, falou o professor Sérgio Damasceno que lembra que a proposta nasceu a cerca de 3 meses. Outros dois professores fazem parte do projeto: Alexandre Leite e Livia Pedro da Silva.

“Estou gostando muito de participar da mostra tecnológica e apresentar a nosso projeto ao público. Circulei pelo evento com o óculos e muita gente ficou curioso e veio me perguntar do que se tratava e foi muito gratificante essa troca de experiências”, afirmou Guilem.

Circuito de Irrigação Autônomo – Outro projeto bastante útil em residências está sendo apresentado pelo Campus Santa Luzia. Trata-se de uma plataforma que aciona um sistema de irrigação quando o solo está seco e ao ficar úmido ela é desligada. Todo o processo pode ser acompanhado por meio de aplicativo. “O objetivo é evitar o desperdício de água que é um recurso muito escasso em nossa região e também de energia”, disse a estudante Delis Nascimento.

Ela explica que um sensor de umidade fica ligado ao solo úmido ou seco. “Quando o solo estiver úmido, acende um led verde e a bomba 

não é acionada. Quando o solo estive seco ele acionará a bomba e ligará um led vermelho. A bomba é de 220 volts. O relé liga e desliga a cada 1 minuto. O objetivo é evitar o consumo excessivo de água nos jardins das residências”, detalhou a aluna do curso de informática.sistema de irrigacao autonoma.jpg

“Participar do Simpif está sendo uma experiência muito enriquecedora tanto para nós professores como para os alunos. Aqui encontramos projetos semelhantes e podemos trocar experiencia e aprimorar”, disse o professor Sérgio.

Os dois projetos do Campus Santa Luzia envolvem um total de 10 pesquisadores dentre estudantes e professores: Alexandra Chaves, Alexandre Leite, Livia Silva, Sérgio Damasceno, Antunis Tomaz, Delis Nascimento, Guilem Medeiros, Kaylane Santos, Muriele Nóbrega e Patryck Medeiros.

Outros 27 projetos estão sendo apresentados na Mostra Tecnológica que estão sendo expostos em stands no pátio do Campus João Pessoa. O evento movimenta a comunidade acadêmica de todo o IFPB.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários