Sexta, 18 de Junho de 2021
83 9.93126892
Cidades Fungo Negro

Uma das pacientes investigadas com o fungo negro morre em João Pessoa

Uma mulher, residente do município de Areia de Baraúnas, que estava internada no Hospital Universitário de João Pessoa morreu com suspeita de mucormicose

07/06/2021 11h23 Atualizada há 2 semanas
924
Por: Redação Fonte: Blog do Dércio
Uma das pacientes investigadas com o fungo negro morre em João Pessoa

Uma mulher, residente do do município de Areia de Baraúnas, que estava internada no Hospital Universitário de João Pessoa morreu com suspeita de mucormicose, doença também conhecida como “fungo negro”. Outro caso da doença também está sendo investigado na Paraíba.

Geraldo Medeiros, secretário de Saúde da Paraíba, explicou em entrevista à TV Cabo Branco que o fungo afeta principalmente pacientes imunossuprimidos e diabéticos diagnosticados com a Covid-19. “Temos um outro caso que brevemente pode ser confirmado ou não”.

O secretário destaca que o fungo não é contagioso, mas pode ser fatal. Segundo estatísticas, a mucormicose causou a morte de mais da metade das pessoas acometidas pela doença e, quando sobrevivem, é comum passar por cirurgias mutilantes para que partes afetadas pelo fungo sejam retiradas, como os olhos.

A mucormicose não é uma doença nova e já circulava no Brasil. Não se tratava de uma enfermidade preocupante pois a maioria das pessoas possuía defesas para lidar com o fungo, entretanto, com a Covid-19, os casos estão subindo pois a imunidade está comprometida. Na Índia, o fungo já foi detectado em 9 mil pacientes acometidos pela Covid-19.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias