Terça, 13 de Abril de 2021
83 9.93126892
Cidades Decreto

CDL de Santa Luzia se reúne com poder público para tentar flexibilizar o novo decreto

Durante a reunião comerciantes tentaram apresentar algumas propostas aompode público Municipal mas todas as alternativas não foram aceitas

26/03/2021 22h19 Atualizada há 2 semanas
778
Por: Sidney Silva
CDL de Santa Luzia se reúne com poder público para tentar flexibilizar o novo decreto

Na tarde de sexta-feira, 26 de março, aconteceu uma reunião na CDL para debater sobre a flexibilização do decreto estadual.

Participaram da reunião, empresários do comércio local, o comandantes da 3ª CIA de polícia militar tenente Evandro Souza, e o prefeito José Alexandre, Zezé.

Grande parte dos comerciantes clasificados como serviços não essenciais, apresentaram algumas propostas ao executivo como forma de flexibilizar ou restringir totalmente o funcionamento do comércio de Santa Luzia.

O Prefeito não concordou com nenhuma das propostas apresentadas e disse que ia seguir rigorosamente o decreto, o que não agradou aos participantes.

O vereador Ricardo Morais que foi convidado por comerciantes disse que atitudes impostas por decretos em outros períodos não surtiram efeitos consideráveis.

"Acredito que nós não podemos adotar medidas sem basear nas evidências, sem avaliar estatisticamente, pois já tivemos outros momentos como esse e não tivemos resultados na cidade de Santa Luzia" disse o parlamentar.

O prefeito de Santa Luzia foi indagado quanto a fiscalização desse novo decreto, o mesmo se negou em fiscalizar os estabelecimentos que descumpridas o decreto. A polícia militar informou que  estará todos os dias nas ruas observando qualquer tipo de ação que não esteja de acordo com o decreto.

Na opinião do vereador Ricardo Morais acredita que o papel de fiscalizar é mais importante para que faça valer o decreto.

"Acredito que fechar tudo e não restringir e fiscalizar os comércios essenciais, não serve de nada. Temos que combater as aglomerações, seja ela na fila dos bancos e lotéricas, onde poderiam existir a figura do “desaglomerador”. Seja nos supermercados, onde acontece muitas aglomerações.

O vereador disse ainda que o papel da polícia neste novo decreto é de apenas dar apoio caso necessário.

" O que espero do poder público municipal nesses dias de cumprimento de decreto, é que não deixe apenas a polícia militar (que deveria ser apoio) fiscalizar sozinha.

Ricardo criticou a utilização das barreiras Sanitárias no município. "Por exemplo: é evidente que as barreiras sanitárias não são eficazes, as pessoas que nelas trabalham, poderiam ser monitoras de fiscalização. Onde acompanharia, diariamente, o cumprimento dos protocolos de segurança", sugeriu. 

Outro ponto importante tocado na reunião foi uma medida por parte do poder público para retomada da economia local, segundo o vereador o prefeito disse que esse tipo de atitude seria apenas em.um momento oportuno.

Sem nenhum tipo de acordo entre as partes, a reunião finalizou sem nenhuma solução viável para os pequenos comerciantes de Santa Luzia, o presidente da CDL discordou da atitude do prefeito por não ser flexível as propostas apresentadas.

Com a decisão os comércios classificados não essenciais permanecerão de portas fechadas até o dia 4 de abril sob pena de multa de até 50 mil reais, podendo ser penalizado por mais 14 dias fechado, em caso de reincidência o comerciante pode ter o alvará suspenso

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Santa Luzia - PB

Santa Luzia - Paraíba

Sobre o município
Notícias de Santa Luzia - PB
Ele1 - Criar site de notícias