ONDA NET
Lei Aldir Blanc

Governo inicia liberação dos recursos da Lei Aldir Blanc para setor cultural da PB

Cadastro de artistas e iniciativas culturais segue aberto até o dia 30 de setembro.

10/09/2020 17h47
Por: Sidney Silva
Fonte: Jornal da Paraiba
98

Mais de R$ 36 milhões foram liberados pelo Governo Federal à Paraíba, na quarta-feira (9), por meio da Lei Aldir Blanc. Os recursos são destinados à profissionais do setor cultural, como forma de auxílio emergencial, por conta da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o Governo do Estado, dos R$ 36.164.540,30 destinados à Paraíba, R$18 milhões pagarão a renda emergencial, em forma de três parcelas mensais de R$600 que serão repassadas diretamente aos artistas. O modelo de benefício será concedido aos artistas inscritos e aprovados no Cadastro Cultural.

Os outros recursos enviados à Paraíba, R$18,164 milhões, serão destinados aos 12 editais de prêmios e financiamento de propostas. O valor terá abrangência à diversas expressões da atividade artístico-cultural, e foram divididos em dois blocos de premiações, para indivíduos ou grupos, ou de propostas de manutenção ou retomada de atividades de espaços, grupos e iniciativas.

O Governo da Paraíba acredita que os editais da Lei Aldir Blanc vão beneficiar 2.239 propostas e atividades diretamente, e mais de 10 mil indiretamente. O cadastramento de artistas segue aberto até o próximo dia 30 de setembro.

Cadastramento

No ar desde o último dia 25, após ser lançada pelo governador João Azevedo, a plataforma para cadastro dos trabalhadores da cultura tem mais de mil pessoas registradas, segundo informou o secretário de Estado da Cultura, Damião Ramos Cavalcanti.

Montada pela Codata, a plataforma recebe as inscrições daqueles que serão beneficiados com a renda direta da Lei Aldir Blanc, explicou Damião Ramos, que fez novo apelo à classe artística para que acesse o endereço e se cadastre para ter direito ao benefício emergencial.

“Para todas as ações da Lei na Paraíba, como nos demais Estados que aderirem, teremos 120 dias para a execução. É um prazo exíguo e precisamos de agilidade, tanto da nossa parte como gestores, como da parte beneficiada. Então a participação nessa mobilização por esses recursos é uma missão de todos”, disse o secretário.

Quem se inscreve preenche declaração que enquadra a atividade artística que exerce e vai ter direito às três parcelas do benefício. O Estado receberá R$ 18 milhões para a distribuição nesse módulo, o que prevê um universo de ao menos 10 mil beneficiados.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.